logoieab

IGREJA EPISCOPAL ANGLICANA DO BRASIL

A EDUCAÇÃO CRISTÃ NA DIOCESE ANGLICANA DE PELOTAS

            A Educação Cristã deve ser o elemento que norteia toda a ação da Igreja. Enquanto parte de uma comunidade cristã, tudo aquilo que fazemos, dizemos, escrevemos e publicamos precisa ser testemunho da nossa fé em Jesus Cristo. A Educação Cristã é um processo permanente, contínuo e abrangente que envolve todas as pessoas que participam da vida da Igreja. Sendo assim, a Diocese Anglicana de Pelotas, desde a sua implantação, tem na Educação Cristã, uma das suas prioridades. Para tanto, a Diocese, a partir de uma iniciativa do Bispo Luiz Osório Pires Prado, na década de 90, tem colocado ao alcance de seu povo um material genuinamente anglicano: “O LIVRO DE ORAÇÃO COMUM COMO ROTEIRO PARA A EDUCAÇÃO CRISTÔ! Foi um longo processo! A professora Loide Matos Montezano, desde o início, fez parte da equipe que pensou e produziu esse material. Ela foi a pessoa responsável pela preservação do material, completando e atualizando seu conteúdo, em vista da reforma do Livro de Oração Comum, em 2015. Em 2022, a Diocese editou o material de Educação Cristã. Agora, temos um livro, com título “UM ROTEIRO ANGLICANO PARA A EDUÇÃO CRISTÔ. Desde o início, a ideia era publicar essas aulas ou encontros de Educação Cristã para colocar à disposição da Igreja. Assim, foi feito, a partir de 2007, em forma de xerox, com recursos advindos de projeto apresentado à Coordenação Nacional da Ordem das Filhas do Rei, pelo Capítulo “Gloria Dei” da Catedral do Redentor, em Pelotas, RS. Mas havia o desejo de fazer algo mais duradouro, em termos de publicação. Por isso, a busca por Recursos chegou à Comissão de Educação Teológica para a América Latina e Caribe – CETALC. Assim, com o incentivo da nossa Bispa Meriglei Borges Simim e com o suporte financeiro da CETALC, a Diocese Anglicana de Pelotas está realizando um sonho que era DA Professora Loide e que se tornou real pela graça de Deus e pelo apoio das pessoas que se dedicam a orientar a Educação Cristã em nossa Diocese.

           

LIVRO: UM ROTEIRO PARA EDUCAÇÃO CRISTÃ

AUTOBIOGRAFIA

Sou Loide Matos Montezano, professora de Educação Física aposentada do serviço público estadual. Nasci em 30 de novembro de 1943, na Colônia de Santo Antônio do Quilombo, 7º Distrito de Pelotas, RS. Lá, meu pai era professor na Escola Erasmo Braga e Catequista da Capela do Amor Divino. Desde antes de nascer, eu pertenço a esta Igreja. Meu pai tornou-se Ministro Ordenado: Reverendo Alípio Ignacio de Matos. Mas ele foi chamado para junto de Deus muito cedo. Nossa mãe, Davina Coimbra de Matos, se manteve firme nesta Igreja, que ela conhecia, desde menina, e, dentro dela, criou e educou seus filhos e suas filhas.

Fui aluna de Escola Dominical, estudei no Colégio Santa Margarida, participei da UME e, desde muito jovem, fui professora de Escola Dominical. Encontrei nas reuniões da UME aquele com quem constituiria uma família: Luís Carlos Moreira Montezano, o qual conhecera a Igreja Episcopal, em Bagé, quando ainda era criança. Educamos nossos filhos Eduardo, Leonardo e Daniel e nossa filha Raquel, na fé cristã episcopal anglicana.

Eu cresci, ouvindo minha avó e meus pais contarem as histórias do começo da Igreja Episcopal, em Pelotas.

Meus bisavós paternos foram das primeiras famílias que acolheram a Igreja, nesta cidade, conforme o livro “História da Igreja do Redentor” do Reverendo Oswaldo Kickoffel.

Procurei ser fiel à Igreja que me acolheu, desde o ventre da minha mãe. Sempre que possível, participei das oportunidades de formação oferecidas pela Igreja. Por muitos anos, fui estudante do Cetepel. Aceitei todos os chamados que recebi da minha Igreja: nas Paróquias que frequentei, na Diocese e na Província. Há muitos anos, faço parte da Congregação da Catedral do Redentor, em Pelotas, RS, onde conheci a Ordem das Filhas do Rei, da qual participo, desde a sua criação, em 1991, e sigo as duas regras da Ordem: Oração e Serviço.

Hoje, com as limitações que a vida nos vai impondo, me dedico a fazer algo de que gosto e que sempre achei importante: a produção de material para uso na Educação Cristã.

Agradeço a Deus pela história da minha Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, na qual nasci, cresci e vou morrer; rendo graças a Deus pela minha família ancestral que me deixou a fé cristã, como herança, e louvo a Deus pela minha família de hoje, que acolhe meus sonhos, me apoia e com quem celebro cada momento de alegria!

Loide Matos Montezano

Filha do Rei do Capítulo “Gloria Dei” e Guardiã deste material até 2021

ESCOLA DOMINICAL

A Escola Dominical é um dos aspectos mais importantes da    Educação Cristã nas comunidades da Igreja. No livro do Professor Antônio Gilberto “A Escola Dominical” há uma definição muito interessante para Escola Dominical: “A Escola Dominical é a escola de ensino bíblico da Igreja, que evangeliza, enquanto ensina. Ela não é uma parte da Igreja; é a própria Igreja. É um ministério para alcançar crianças, jovens e adultos, a família, a comunidade inteira, tal como fazia a Igreja dos dias apostólicos. A Escola Dominical é o povo do  Senhor, no dia do Senhor, estudando a Palavra do Senhor, na casa do Senhor.”

            A Escola Dominical, como a conhecemos hoje, teve origem do sonho de um jornalista inglês, Roberto Raikes, evangélico episcopal, ao sentir compaixão pelas crianças pobres de sua cidade, Gloucester, no Sul da Inglaterra, que viviam perambulando pelas ruas, ociosas, no abandono, sem nenhuma orientação espiritual. Além do ensino das Escrituras, Raikes também lhes dava aulas de linguagem, aritmética e moral e cívica. Era o início do que ele chamava de Escola  Dominical, porque acontecia aos domingos, no Dia do Senhor. Não foi fácil no seu início! Mas, muitas pessoas, aos poucos, foram apoiando Roberto Raikes. Isso aconteceu no ano de 1780! Mas Deus abençoou esta iniciativa que cresceu e se espalhou pelo mundo! No Brasil, a Escola Dominical chegou em 1855, em Petrópolis, no Rio de Janeiro, pela presença de um casal de missionários escoceses Robert e Sarah Kalley, da Igreja Congregacional. Daí, ela foi tomando conta das Igrejas pelo Brasil, até chegar aqui! No Livro escrito pelo Reverendo Oswaldo Kickhofel “Catedral do Redentor”, sobre o início da Igreja, nesta região, podemos ler: “Uma das primeiras preocupações foi fundar uma Escola Dominical para que, por meio dela, as crianças pudessem tomar conhecimento de que pertenciam a uma Igreja cristã histórica. A primeira reunião de Escola Dominical em Pelotas aconteceu em 2 de novembro de 1892.

            Aqui estão as palavras do famoso pregador inglês, John Wesley, que foi contemporâneo de Robert Raikes e acompanhou o início do movimento das Escolas Dominicais na Inglaterra: “Estou convencido de que essas Escolas Dominicais são a instituição mais nobre, vista desde alguns séculos na Europa, e crescerão cada vez mais, desde que os seus professores e dirigentes cumpram seus deveres”. Ditas no século 18, estas palavras continuam sendo grande estímulo para as lideranças da Igreja, neste século 21! Se nos empenharmos, a Escola Dominical vai crescer; se negligenciarmos, a Escola Dominical vai enfraquecer e, com ela. a própria igreja local!

            Não deixemos a Escola Dominical enfraquecer em sua igreja! Como dizia o pastor Antônio Gilberto, um dos maiores nomes da Educação Cristã no Brasil, “A Escola Dominical também coopera eficazmente com o lar, na formação dos hábitos cristãos legítimos, práticas e deveres sociais bíblicos, resultando na formação do caráter ideal, segundo os princípios do genuíno cristianismo”

ATIVIDADES PARA A ESCOLA DOMINICAL

            “UM ROTEIRO ANGLICANO PARA A EDUCAÇÃO CRISTÔ foi idealizado para uso da Igreja nas experiências de Educação Cristã, em qualquer idade. É um conjunto de aulas, ou encontros, que pode ser desenvolvido com adultos, jovens ou crianças e sua principal característica é ser genuinamente anglicano. Este material procura acompanhar as Quadras do Ano Cristão e o Calendário Litúrgico, com as leituras dos

Anos A, B e C. Há sempre referência ao “Mistério do Dia”, o qual diz respeito ao conteúdo da Coleta do Dia.”

            A partir de 2010, atendendo à solicitação de quem fez experiência com o uso do livro:”UM ROTEIRO ANGLICANO PARA A EDUCAÇÃO CRISTÔ, eu, Professora Loide, com a orientação de meu filho Daniel, concretizamos a edição de um conjunto de folhas com ATIVIDADES PARA A ESCOLA DOMINICAL. Esse complemento é constituído de duas folhas para cada aula ou encontro, com atividades, em níveis diferentes de dificuldades. Essas atividades contêm imagens e exercícios que auxiliam na reflexão sobre o tema proposto e devem ajudar para que se analise criticamente seu conteúdo.

            Nesse tempo, eu me intitulei “Guardiã” deste material de Educação Cristã, uma vez que tudo (aulas ou encontros e anexos), se encontravam somente comigo, no meu computador.

Loide Matos Montezano

Os arquivos das respectivas aulas se encontram na aba “arquivos” de nosso site, na barra inferior.

Sinope Desenvolvimento Digital